Brasil Kirin: um tour pelo mundo das cervejas

Brasil Kirin: um tour pelo mundo das cervejas

Brasil Kirin: um tour pelo mundo das cervejas

Para provar que uma vida espiritual não tem nada ver com celibato, viver rezando num templo, ou meditando numa montanha, mas sim com fazer o que te dá prazer, hoje vou falar da minha visita monitorada a uma das fábricas do Grupo Brasil Kirin. Para quem não conhece, esse grupo é dono das marcas de cervejas industriais Schin e Devassa, das cervejas especiais Baden Baden (minha preferida) e Eisenbahn entre outras, além da nostálgica Itubaína. Dessa vez fui conhecer a fábrica que fica em Itú, aproximadamente a 100km de São Paulo, capital.

Fui com uma amiga, a Rosana Gutierrez do site Livrólogos Gourmet, minha companheira de aventuras gastronômicas, maratonas de Netflix e claro, bebidas.

Glau e Rosana

Eu nunca tinha entrado numa fábrica antes, muito menos fábrica de cervejas, então a grandiosidade do espaço foi a primeira coisa que me chamou a atenção. Depois, o que mais me impressionou, foi a organização e limpeza. Parece óbvio encontrar isso numa fábrica de bebidas, mas acredite, mesmo assim fiquei impressionada. A visita começou pela recepção da simpática Taynara, que foi nossa guia e já chegou contando a história da empresa e apresentando os produtos. Nem todos são produzidos nessa unidade, uma pena, porque não foi dessa vez que conheci tudo da minha querida Baden :-).

Durante a visita não podemos tirar fotos ou filmar, o que é perfeitamente compreensível, além do que, seria como contar spoiler, não é? Mas conhecemos os passos pelos quais passa a produção de uma cerveja, a diferença entre cerveja e chopp, como a cerveja é enlatada e armazenada, além de como a empresa se preocupa em tratar os resíduos da produção para devolver ao meio ambiente. Sério, isso nem devia ser motivo para parabenizar, mas considerando como são muitas empresas, vamos aplaudir a Brasil Kirin aqui. Além disso, esse negócio de “preservar o meio ambiente” não é só conversa de “ecochato”, na verdade, pode gerar economia para a própria empresa e para a comunidade, e a Kirin já sacou isso também. E independente do motivo que move uma boa atitude, ela continua sendo uma boa atitude, né?

Bom, mas não vou negar que o ponto alto da visita foi a Toca do Tatu. É praticamente um bar dentro da própria empresa, mas o chopp é tirado diretamente de uma bica! Pois é, confesso que no início eu imaginava aquelas bicas de água, sabe? Tipo, jorrando chopp hahahaha… Mas bica é o nome dado também a esse equipamento (foto abaixo) que armazena e permite servir o chopp (ok, forcei a barra na ignorância aqui, mas afinal, minha imaginação é fértil!).

Toca do Tatu

E nesse ponto, não apenas visitamos a Toca, mas pudemos degustar do chopp também. Nesse caso foi um chopp Schin, e antes que alguém fale algo, sugiro, vá visitar antes de formar sua opinião. Não sei se é o clima de estar dentro da própria fábrica, ou se tem alguma diferença real, mas realmente esse chopp vale à pena.

Glau e Rosana

O mundo das cervejas está disponível para todos

Agora, estou ansiosa esperando a abertura das visitas na fábrica da Baden Baden, em Campos do Jordão, e depois venho contar, é claro.

Mas para quem ficou interessado, saiba que essa visita é aberta ao público, e acontece em algumas unidades espalhadas pelo Brasil. Para obter todas as informações e fazer seu agendamento, consulte a página oficial.

Brasil Kirin Tour

Nesse momento que eu fui, a visita custou R$10,00, com direito a um brinde no final, e você ainda tem a opção de comprar vários produtos no empório. Esses dados podem variar ou mudar conforme a data ou a unidade. Então verifique antes de ir.

Há também orientações quanto a roupa e calçado por questão de segurança (calça jeans e sapato sem salto, fechado e confortável), afinal, você estará dentro de um ambiente industrial, e todo cuidado é pouco.

Reserve um período, manhã ou tarde, e vá conhecer. Saia da sua rotina e faça algo que vale à pena recordar. Seu bem-estar agradece. Tim Tim!

 

OBS: Esse post reflete apenas minha opinião pessoal. Não recebi absolutamente nada, inclusive a entrada eu mesma paguei.

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

COMMENT ( 1 )

  • RITA MIRANDA

    Obrigada pela descrição, foi otima e bem objetiva!! Eu e meu marido gostamos de conhecer fabricas de cerveja e estávamos procurando algo sobre a Kirin e sua postagem ajudou a decidir…vamos conhecer!!!rs Quanto a Baden em Campos do Jordão é otimo o tour..você vai adorar com certeza e com cerveja!! KK abraços

GIVE A REPLY