Estilo é honrar sua individualidade

Estilo é honrar suar individualidade

Estilo é honrar sua individualidade

Acho tão lindo gente com estilo! Sério mesmo. Não estou falando de ser fashionista, ao contrário, estou falando daquelas pessoas que usam o que querem, fazem o que querem, falam o que querem, sem querer provar nada a ninguém muito menos se importando com o que os demais possam pensar.

A gente encontra o próprio estilo quando não consegue fazer as coisas de outra maneira.– Paul Klee

Acredito que só quem está muito seguro de ser quem realmente é consegue ter estilo, mas isso é algo que vai sendo construído ao longo do tempo.

Essas pessoas não precisam copiar ninguém; elas admiram várias, mas têm seus próprios sonhos e desejos, e sentem-se seguros para conquistá-los.

Eu não me considero uma pessoa extravagante, mas em geral tenho posturas e gostos bem definidos, e até encontro uma certa dificuldade para encontrar outros com quem compartilhar meus interesses. Acho que quando nosso estilo pessoal começa a se fortalecer fica mais difícil a gente se encaixar em alguma “caixa” e carregar algum rótulo. E por não termos nenhum rótulo, acabamos por ficar mais isolados também.

Conforme fui aceitando que meu estilo é o que faz minhas atitudes e ações diferentes e únicas, foi mais fácil ir deixando de lado o perfeccionismo que é, na minha opinião, um dos maiores limitantes de nossas vidas. O perfeccionismo está sempre acompanhado da comparação, e a comparação realmente não é coisa boa.

Quando vejo alguém tentando copiar o estilo de outro (e isso sempre será uma tentativa com resultados medíocres) é como se eu assistisse a luz de alguém sendo apagada. Sério mesmo, porque quem copia tem que “matar” um pouco de seu verdadeiro Eu que quer se expressar de forma única também.

Além disso, todo o Universo perde muito, pois se somos pessoas diferentes, o Universo precisa dessas expressões diferentes também.

Concordo que precisamos de algumas regras para vivermos em sociedade, mas essas deveriam ser bem poucas na verdade, apenas para garantir que cada um tenha seus direitos respeitando o direito dos demais. Fora isso, qualquer tipo de padronização é somente uma forma de manipulação, e isso acontece quando nossa alma se sente impedida de se manifestar.

Copiar estilo para que se você pode ser você?

Por outro lado, é tão triste ver pessoas querendo ser “iguais” às outras! Muitas confundem a admiração, e passam a fazer tudo igual: se vestem igual, querem os mesmos objetos, fazem o mesmo trabalho, como se fosse um espelho, quando na verdade, deveriam era “copiar” a ideia da originalidade, o próprio estilo, e brilharem a partir daí.

Isso porque o que a gente inveja (e eu também sou assim) é o estado de ser do outro – pleno, feliz – e não o que o outro é ou tem. Mas cada um tem motivações diferentes para se atingir esse estágio.

Estilo é algo intransferível, e quando copiado só passa falsidade. Além disso, só é possível copiar a aparência, aquilo que os olhos veem. Não é possível copiar a essência, que é o que realmente fala ao coração. E sinceramente, não entendo porque alguém iria querer isso.

Às vezes, é necessário desaprender para encontrar o que realmente vale à pena saber. Ficar preso a regras e teorias também é viver à partir da verdade de outros, e não da própria. Viver a nossa própria maneira, segundo nosso próprio estilo, é a única forma de termos uma existência plena e feliz. Não abra mão desse direito.

 

 

NO COMMENTS

GIVE A REPLY