Blog

Parece que de uma forma ou de outra estamos sempre tentando conseguir alguma aprovação externa, seja um elogio, um "concordo com você", alguma teoria científica ou as palavras de alguém com autoridade suficiente no assunto que diga o mesmo que nós. No fundo, tudo isso é uma forma de validar o que pensamos, e talvez, quem somos. Eu percebo isso em mim mesma quando começo a pesquisar sobre algo até encontrar um ponto de vista parecido com o meu. Mas hoje me ocorreu o que na verdade pode haver por trás dessa necessidade. Sim, porque é muito difícil acreditarmos em nós mesmos, principalmente quando somos muito diferente do padrão da nossa sociedade, quando sonhamos outros sonhos, acreditamos em outras “verdades”. Essa falta de confiança em nós mesmos impede que exploremos todo nosso potencial, que sejamos quem realmente somos. É como precisar fazer algo para só então merecer estar aqui. E no fundo, essa é uma ideia tão sem sentido! Quero dizer, porque nós nasceríamos, cresceríamos e então seríamos jogados numa selva do tipo "prove que você é capaz para continuar jogando"? O simples fato de estarmos vivos aqui nessa dimensão deve ser toda a aprovação que precisamos, nosso merecimento é inato para qualquer desejo, sonho, ou realidade que escolhemos viver. É claro que é bem legal podermos conversar sobre nossas ideias com outras pessoas, e para isso, acreditamos que é preciso que outros tenham as mesmas ideias que nós. Mas isso não é verdade, absolutamente. O que precisamos é de pessoas dispostas a ouvir - e não apenas escutar. Eu sempre digo que não há apenas uma verdade, nem duas (tipo é ou não é). Existem tantas verdades quanto seres humanos, por isso seria impraticável uma unanimidade. Na verdade, seria uma existência muito chata, pois é através das diferenças (o que os Abraham chamam de contrastes) que novas ideias surgem. Quando uma ideia se ajusta a nós mesmos - e não importa a natureza dessa ideia - nós só precisamos aceitá-la, sem julgamentos. Não há necessidade de aprovação de mais ninguém, nem de nós mesmos. A necessidade de aprovação pode te tornar dependente Outro ponto que vejo, é que a aprovação externa nos faz sentir "parte do grupo”, o que nos tira da condição de solitários ou até mesmo, seres inexistentes. Conheço muita gente que não consegue ficar sozinho, ou seja, não gosta da própria companhia, e acaba por abrir mão de quem é para estar com mais alguém. A aprovação externa vira dependência, como uma droga. Acredito que nossa vida em sociedade é para compartilhar, na base do respeito e da compreensão, e não na dependência de uma suposta igualdade de ideias. Faça parte da sociedade, mas não deixe que a sociedade controle você. Às vezes, é necessário nos afastarmos de certas pessoas ou situações a fim de descobrirmos quem realmente somos, e o que nos faz realmente felizes, e acabamos por descobrir que não é nenhuma aprovação. Na verdade, esse tipo de relação não tem nada para nos acrescentar, e ao nos jogarmos no desconhecido, encontramos tudo que realmente precisamos encontrar.

Porque precisamos tanto de aprovação externa

Parece que de uma forma ou de outra estamos sempre tentando conseguir alguma aprovação externa, seja um elogio, um “concordo com você”, alguma teoria científica ou as palavras de alguém com autoridade suficiente no assunto que diga o mesmo que nós. No fundo, tudo...

Read More
Desfrute a vida como um gourmet

Deguste a vida como um Gourmet

Sempre admirei aquele tipo de pessoa que chamamos de gourmet. Essa admiração vem de como ela sempre valoriza a qualidade em relação a quantidade. Um gourmet de verdade, prefere um quadradinho do melhor chocolate a um quilo de um chocolate “meia-boca”. Ah, e ele...

Read More