Vamos falar do nosso modelo de sucesso

Vamos falar do nosso modelo de sucesso

Eu falo muito de felicidade, afinal esse é meu estilo de vida, mas hoje vou falar um pouco de modelo de sucesso e mostrar a diferença entre esses dois conceitos, isso porque estamos acostumados a condicionar a felicidade ao sucesso. E isso, caríssimos, é um grande engano!

Nosso condicionamento padrão é pensar coisas do tipo: assim que me formar, serei feliz; depois que casar com meu/minha parceiro/a ideal serei feliz; depois que tiver meus filhos serei feliz; depois que ganhar meu primeiro milhão, serei feliz; depois que meus filhos se formarem, serei feliz… Ah, você já entendeu, né? Essa tal felicidade nunca chega! E ainda tem aquela de que depois que me aposentar vou “curtir a vida”. Só se for na fila do SUS!

Pois é, estou sendo radical aqui, mas tenho certeza que você que está lendo já pensou isso em algum momento da sua vida, mesmo que hoje pense diferente. Isso porque nesse paradigma nossa felicidade está associada às nossas conquistas. Veja bem, é muito legal conquistar algo, mas isso não tem nada a ver com felicidade.

Conheço muita gente que já conquistou muita coisa, mas é super infeliz. Por quê? Porque não ama nada do que conquistou, porque as conquistas só servem para mostrar para os outros que são capazes. Tem gente que sofre tanto para conquistar algo que quando consegue nem tem mais valor, toda a energia foi gasta na “luta”. Assim, como aproveitar? Ou seja, você tem uma casa com piscina, três andares, gato, cachorro, filhos lindos… mas quando chega em casa só quer saber de assistir Jornal Nacional pra saber como anda a crise no país e no mundo. Afinal, você pode perder tudo da noite para o dia, não é?

Já reparou que quem não ama o que tem vive com medo da perda? Vive em função de um futuro que nunca chega, porque toda sua atenção agora está tentando evitar um futuro catastrófico. Sinto dizer, um dia, todo mundo vai deixar essa dimensão física (o que vocês chamam de morrer). E todas suas conquistas materiais ficarão por aqui, e serão desfrutadas por outras gerações. Aí, não adianta reclamar que alguém “desperdiçou” seu trabalho!

Sendo menos intensa agora… Quando entendemos a diferença entre sucesso e felicidade, até nosso modelo de sucesso muda. Como sempre, somos condicionados a acreditar que existe apenas um modelo de sucesso – que na nossa sociedade praticamente se resume em ter um diploma, um cargo numa grande empresa, casar, ter filhos, comprar uma casa (mesmo que em longas prestações), dois carros….Talvez trocar de TV e de celular a cada atualização.

Ok, você pode ter uma versão mais ou menos como essa, mas talvez, como disse antes, sinta-se a pessoa mais infeliz do planeta, tudo porque sua ideia de sucesso era visitar todas as praias do planeta que estão catalogadas na revista de surf; ou talvez, conhecer aquele guru indiano; ou ainda, fazer uma viagem do Oiapoque (Amapá) ao Chuí (Rio Grande do Sul) naquele seu carro antigo de coleção; ou mais óbvio, escrever um livro. E nesse caso, queridos, vocês seriam felizes antes, durante e depois de conquistar o sucesso.

Felicidade e Sucesso

Existe mais de um modelo de sucesso

Recentemente, li um artigo da Ruth Manus sobre um novo modelo de sucesso que me emocionou. Mas, eu prefiro ir mais longe e dizer que não existe apenas uma fórmula ou modelo de sucesso. É claro que esse novo paradigma incentiva mais pessoas a viverem de uma forma diferente do que nossos pais e avós, mesmo assim, cada alma é uma alma, e tem seus anseios e ambições.

A única coisa que sei, com certeza, é que sucesso sem felicidade não tem valor. Esse é aquele que um dia acaba e no leito de morte faz a pessoa pensar em tudo que gostaria de ter feito e não fez: o “eu te amo” que não disse; jogar bola com os filhos; acampar com a família; tocar numa banda de rock… Ou seja, depois de muito sucesso, só restas arrependimentos.

Porém, o sucesso que tem como objetivo a felicidade, ele acontece antes de começar.

Save

COMMENT ( 1 )

  • Leo

    Muito bom! Felicidade agora!

GIVE A REPLY